Escola Superior de Educação Politécnico de Coimbra
ESEC Politécnico de Coimbra
A ESEC
Estudar
Investigar / Transferir
Menu secundário

Projeto BE IN

Projeto BE IN: Teachers Competencies for Social Inclusion of Migrants and Refugees in Early Childhood Education

Apresentação - O Projeto proposto pelo Politécnico de Coimbra é uma Parceria Estratégica para o Ensino Superior, no âmbito da Ação Chave 2 - Cooperação para a Inovação e Intercâmbio de Boas Práticas do Programa Erasmus+.

O objetivo do projeto BE IN é criar uma educação-formação dirigida professores e estudantes do pré-escolar e 1º ciclo, a fim de melhorar as suas competências para a promoção de uma melhor inclusão de crianças migrantes e refugiadas (3 a 8 anos) em contextos de educação de infância e para lidar com o risco de exclusão social que essas crianças enfrentam.

Este Projeto está empenhado na ideia de uma escola inclusiva baseada em valores europeus, e espera-se que seus resultados contribuam para melhorar a formação dos educadores/professores no que diz respeito às necessidades das crianças migrantes e refugiadas.

Equipa do IPC/ESEC: Ana Coelho (Coordenadora), Vera do Vale, Madalena Baptista e Joana Chélinho.

Objetivos

Principais objetivos:

A finalidade do projeto BE IN é criar um curso em Blended Learning para ser usado na formação de educadores de infância e professores o 1º ciclo do ensino básico, a fim de melhorar a sua capacidade para promover a inclusão de crianças migrantes e refugiadas (3-8 anos), particularmente em contextos de educação de infância, e para lidar com o risco de exclusão social que essas crianças enfrentam. O curso BL será usado na formação inicial, mas também como ambiente de aprendizagem aberto na formação contínua e no treino vocacional de profissionais que trabalham em contextos de educação de infância.

A lógica do projeto BE IN é baseada em declarações políticas como a agenda Europa 2020 sobre a pobreza e a exclusão social, e especialmente em evidências de pesquisas que mostram que pessoas com histórico de imigração tendem a enfrentar mais barreiras educacionais em comparação com a população indígena na Europa. Da mesma forma, foi demonstrado que os jovens que têm um histórico de imigração nas suas famílias ocupam posições mais desfavorecidas nos sistemas educacionais dentro da Europa (OCDE, 2018). Especialmente crucial a este respeito é a educação de infância - os resultados da investigação mostram que é difícil para as crianças com lacunas nas suas experiências ao nível da educação de infância recuperá-las mais tarde. Além disso, sistemas educacionais que segregam ou rastreiam as crianças desde as primeiras idades com base na sua avaliação académica tendem a agravar o problema.

Este projeto está, portanto, comprometido com a ideia de uma escola inclusiva no coração dos valores europeus, e espera-se que os seus resultados contribuam para melhorar a formação de educadores e professores na resposta às necessidades de crianças migrantes e refugiadas.

Para alcançar essa finalidade, o projeto BEIN tem os seguintes objetivos:

• Identificar as aptidões e competências de que os educadores e professores em formação necessitam para a inclusão social de migrantes e refugiados em particular na educação de infância.

• Considerar uma variedade de experiências culturais, sociais e educacionais, na resposta às necessidades das crianças migrantes e refugiadas em toda a Europa.

• Trabalhar de forma colaborativa a fim de criar materiais de formação inovadores que possam contribuir de forma significativa para melhorar as aptidões e competências de que os educadores e professores em formação precisam para a inclusão social dos migrantes e refugiados em contextos de educação de infância.

• Contribuir para aumentar a confiança dos educadores e professores em formação nas suas competências para educar e ensinar as crianças em contextos educativos cada vez mais diversificadas, e dessa forma agirem em favor da justiça social e da equidade nos sistemas educativos.

O curso BL será utilizado nas instituições de ensino superior participantes, na área da formação de educadores e professores. As IES participantes também trabalharão na sua divulgação entre outras escolas, faculdades e universidades. O acompanhamento dos resultados do projeto e seus impactos será alcançado através de uma rede mais ampla de pesquisa internacional já que, na fase final do projeto, espera-se que haja sido estabelecida uma rede maior de IES com o objetivo de monitorar o uso, manutenção e adaptação do curso BL. Essa rede deverá tornar-se não apenas uma estratégia para dar sustentabilidade ao projeto, mas também um site de pesquisa, intercâmbio e melhoria das atividades de formação ligadas aos resultados do projeto.

Responsáveis

O consórcio estabelecido para este projeto envolve sete Instituições de Ensino Superior, de sete países europeus (Portugal, Espanha, Reino Unido, Lituânia, Bélgica, Holanda e Turquia):

- INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA Portugal, que coordena

- UNIVERSITAT DE GIRONA Spain

- VILNIAUS KOLEGIJA Lithuania

- HANZEHOGESCHOOL GRONINGEN STICHTING Netherlands

- KATHOLIEKE HOGESCHOOL VIVES ZUID Belgium

- BALKESIR UNIVERSITY Turkey

- UNIVERSITY OF NORTHUMBRIA AT NEWCASTLE United Kingdom

Galeria de Imagens

‹ Voltar