Escola Superior de Educação Politécnico de Coimbra
ESEC Politécnico de Coimbra
A ESEC
Estudar
Investigar / Transferir
Menu secundário

Estudos Musicais Aplicados L163

A licenciatura em Estudos Musicais Aplicados da Escola Superior de Educação de Coimbra (nova designação da licenciatura em Música) tem por missão a formação de Músicos Profissionais, aptos a trabalhar na Intervenção Musical em contextos de Reabilitação ou Reinserção Social, Produções Artísticas, bem como no campo das Tecnologias Áudio, ligadas à produção de espetáculos ou gravação de fonogramas.

O Ramo de Música em Contextos Especiais forma Músicos com competências para intervir musicalmente, em âmbito não formal, com comunidades específicas (creches, escolas, centros de dia, hospitais e outros).

O Ramo de Música e Tecnologias forma Músicos com um conhecimento tecnológico adaptado à realidade atual, através do contacto e domínio de ferramentas e técnicas associadas à criação e produção musical.

A licenciatura em Estudos Musicais Aplicados apresenta um plano de estudos assente numa prática musical coletiva, bem como tecnológica e de intervenção, suportada por um enquadramento teórico, infraestruturas e estratégias de referência.

Compreende seis semestres (cada um com 30 ECTS), optando os alunos no terceiro semestre (2º ano) por um dos Ramos: Música em Contextos Especiais ou Música e Tecnologia.

Este curso apresenta bons níveis de empregabilidade, pois confere uma formação alargada em diversas áreas da Música de uma forma integrada e prática. Possibilita aos licenciados uma grande variedade de saídas profissionais, sendo assim uma oferta formativa de características únicas no panorama nacional.

No cumprimento da recomendação da Comissão de Avaliação Externa da Agência de Avaliação e acreditação do Ensino Superior (A3ES), a designação da licenciatura em Música foi alterada para Estudos Musicais Aplicados (Despacho n.º 7160/2017).

Para ingresso no curso os candidatos têm que realizar uma prova de pré-requisitos nos prazos indicados em calendário da DGES. 

Consulte o MODELO DA PROVA DE APTIDÃO MUSICAL, para se preparar para a Prova de Pré-Requisitos de Estudos Musicais Aplicados (2019/2020).

 

 

 

 

 

 
Diretor(a) do Curso

Rui Paulo de Moura Branco Simões

Email: rpaulo@esec.pt
Vagas

Vagas
22

Duração

Duração
6 Semestres

ECTS

ECTS
180

Acreditação pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior

MÚSICA/ ESTUDOS MUSICAIS APLICADOS
N.º do Processo:
ACEF/1415/10042
Decisão: Acreditado
Número de Anos de Acreditação: 6
Data da Publicação:17-04-2017

Registo DGES

Registo inicial: R/A-Ef 379/2011 de 18-03-2011
Registos de alteração: R/A-Ef 379/2011/AL01 de 29-04-2014 | R/A-Ef 379/2011/AL02 de 06-07-2017

Diploma

Saídas profissionais

  • Técnicos Superiores de intervenção Intervenção e dinamização musical em instituições de índole diversa (creches,, escolas, centros de dia, hospitais e outros)
  • Técnicos Especializados de intervenção e dinamização em aulas de Expressão Musical do Ensino pré-escolar e do 1º Ciclo do Ensino Básico
  • Orientadores de Clubes extracurriculares de Música em Instituiçoes escolares
  • Diretores de coros ou conjuntos instrumentais;
  • Músicos com conhecimento técnico para integrar equipas de produção musical;
  • Músicos de sessão (estúdio / palco);
  • Produtores de conteúdos musicais.

Plano Curricular

Candidatura

Provas de ingresso Uma das seguintes provas:
12 Hist. da Cultura e Artes
11 História
13 Inglês
15 Literatura Portuguesa
16 Matemática
18 Português
Preferência regional [curso sem vagas de preferência regional]
Outros acessos preferenciais [curso sem preferência habilitacional]
Duração 6 Semestres: 180 ECTS
Nota do último colocado Contingente Geral 2016
1ª fase: [107,0]
2ª fase: [---]


2017
1ª fase: [119,2]
2ª fase: [113,6]

2018
1ª fase: [130,9]
2ª fase: [135,4]
Informação relevante

Pré-Requisitos:

Tipo: Seleção+Seriação
Grupo G - Aptidão musical

Valor da Propina

1050€ - Períodos de pagamento das prestações das propinas - ano letivo 2018/2019

Condições de Acesso

Fórmula de Cálculo

Média do secundário: 50%

Provas de ingresso: 35%

Pré-requisito: 15%