Logotipo IPC

  esec no facebook esec no twitter ESEC no youtube by ESECTV
  Segunda-Feira • 21 de Agosto de 2017  PT EN

23.06.2017

Alunas de Teatro e educação apresentam "Promessa"

29 de junho a 8 de julho, às 21:30 na Oficina Municipal de Teatro

O que nos impele a movermo-nos, mesmo que em direção ao desconhecido?

As alunas finalistas do curso de Teatro e Educação da Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC) estreiam, no próximo dia 29 de Junho, às 21h30, na Oficina Municipal do Teatro (OMT), a peça "Promessa", uma dramaturgia coletiva que aborda a temática dos exílios e das migrações, sob a direção de Ricardo Correia (Casa da Esquina), numa colaboração com O Teatrão.

O espetáculo surge no âmbito da unidade curricular de Estágio (sendo, portanto, o exercício final do curso para estas alunas), onde é trazida à cena a viagem de um jovem que procura um sítio apropriado onde enterrar o pai. Tendo em conta que não foi criado pelo pai e que a notícia da sua morte chega repentinamente num telefonema a meio da noite, este jovem é confrontado com uma versão do seu passado que desconhecia em absoluto, o que despoleta uma procura de entender esse passado.

Num desafio de pensar a temática dos exílios e das migrações, as finalistas de Teatro e Educação interpretam a história de um homem cuja narrativa de vida e construção de identidade assentam precisamente na necessidade de partir e de fugir à guerra, sentida pelos seus pais. Como seria a sua vida se os pais não tivessem fugido do seu país natal, devastado pela guerra? Teria sequer nascido? Se os pais não tivessem sido acolhidos num novo país, teria conseguido sobreviver?

Esta co-produção da ESEC e d'O Teatrão cruza, assim, uma tentativa de compreender os movimentos em massa de populações devido à ausência de paz e de estabilidade com a narrativa "em ponto pequeno". Ao mesmo tempo, mantemos em mente o que pensadores contemporâneos dizem sobre a condição exílica (expressão de Alexis Nouss): a "mobilidade sob coação", "o direito a ter direitos" (Hannah Arendt) – no fundo, as circunstâncias que impelem um indivíduo a mover-se. Estas forças (quase) invisíveis refletem o que nós, enquanto alunas finalistas, estamos neste momento a experienciar – o limiar, o desconhecido, o futuro incerto.

Nesta nova condição, as alunas terão de, tal como o protagonista, deixar para trás o que lhes é familiar, os seus afetos. Terão de sair da 'casa' que construíram na escola. É sobre este mosaico, que se formou retirando inspiração de autores dramáticos como Sófocles e Wajdi Mouawad, que escrevem sobre situações de exílio, que se descobre a motivação das personagens que o nosso anti-herói encontra no seu caminho e que o acompanham até ao limiar entre o seu passado e o seu futuro, essa linha na areia que é o presente, e que é tão fugaz como a onda que a apaga.

SINOPSE
Um homem comum, anónimo e invisível, transforma-se face a circunstâncias extraordinárias – umas moldando o seu passado, outras o seu presente e o seu futuro imediato. Na sua vida comum e sem sobressaltos, uma noite, um telefonema. Depois, a promessa de enterrar o pai num lugar sagrado.
Irá ter de passar provações, irá ter de resistir, de persistir, mesmo que o seu cansaço lhe diga que abandone tudo e regresse ao que conhecia. Irá ter de chegar ao limite, da sua resistência física, da sua força mental e da geografia de um país que será obrigado a ir conhecer.
Neste caminho, é-nos mostrada a perspetiva maior que o envolve – o exílio, a guerra, as forças que provocam o deslocamento de pessoas, do indivíduo à nação, e como vidas inteiras, em busca do “direito a ter direitos” (Hannah Arendt) são transformadas, suspensas, reescritas ou eliminadas.

ESEC/Colaboração O Teatrão 2017 de 29 de junho a 08 de julho

Segunda a sábado às 21h30

Domingo às 17h00

Preço único 4€ (entrada gratuita a alunos, funcionários e professores da ESEC)

Informações e reservas: 239 714 013 / 912 511 302 / reservas@oteatrao.com

GUIÃO: Dramaturgia coletiva das alunas e do encenador

COM: Adriana Martins, Cassandra Monteiro, Joana Nobre, Marcela Fanqueiro, Mariana Ferreira e Mónica Cadete

ENCENAÇÃO E DRAMATURGIA: Ricardo Correia

CENOGRAFIA E FIGURINOS: Filipa Malva

DESENHO DE LUZ: Jonathan Azevedo

APOIO VOCAL: Cristina Faria

APOIO DE MOVIMENTO: Cristina Leandro

BANDA SONORA: Ricardo Correia

ASSISTÊNCIA DE CENOGRAFIA E FIGURINOS: Marcela Fanqueiro

FOTOGRAFIA DE CENA: Carlos Gomes

DIREÇÃO DE PRODUÇÃO: Cátia Oliveira

PRODUÇÃO: Mónica Cadete

COMUNICAÇÃO: Mariana Pardal, Adriana Martins e Joana Nobre

DIVULGAÇÃO E ATIVIDADES PARALELAS: Mariana Ferreira

GRAFISMO: Paul Hardman (Studio and Paul)

DIREÇÃO TÉCNICA: João Castro Gomes

EQUIPA TÉCNICA: Guilherme Barbosa e Alexandre Mestre

OPERAÇÃO DE LUZ: Bruno Alves

OPERAÇÃO DE SOM: Maria Almeida


Partilhar: 



 

{ Consultar o arquivo

  pessoas

 
  Alunos
Candidatos
Consulta Pública de Notas

Informações

[+] Mais Informações em MyEsecWeb 

ESEC-em-destaque
Galeria de Imagens Site da ESECTV CINEP IWE Historico de projetos
Links de rodape

Escola Superior de Educação de Coimbra © 2008
Termos de UsoMapa do Site | Ficha Técnica | rss |  Facebook | Google+  Twitter | Símbolo de Acessibilidade na Web D |Administração do Site
Revista Cientifica - Exedra eU B-on